Próximos eventos

30

Outubro

  ·  

22:00
Novos Talentos do Jazz | Orquestra Jazz de Matosinhos & Miguel Meirinhos
Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery


Miguel Meirinhos é um artista intemporal. Com apenas 23 anos e revelando-se já uma peça fundamental do panorama musical portuense, é, mais do que uma jovem promessa, uma certeza irrefutável de que o jazz português está entregue em boas mãos e com possibilidades ilimitadas.

Com um trinómio claro de influências, desde a música erudita, à tradição jazzística e ao jazz contemporâneo, destacando a inspiração de pianistas como Brad Mehldau e Aaron Parks, Miguel é um músico surpreendente, quer seja pela sofisticação harmónica, pela evidente herança e conhecimento dos clássicos ou pelo indubitável bom gosto e mestria com que toca o piano.

A tão aguardada colaboração com a Orquestra Jazz de Matosinhos incluirá a estreia da música original do solista. Este inevitável encontro será, seguramente, memorável.

- Clara Lacerda, pianista


Miguel Meirinhos, pianista do Porto, é licenciado em Performance Jazz pela Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo e faz parte de vários projectos de música original como o quarteto de Mário Barreiros, o quarteto de Nuno Campos com quem gravou o disco TaCatarinaTen, Residencial 2.0, North Camels Large Ensemble e o projecto com a cantora Joana Raquel com quem lançará em breve o disco Ninhos sobre as Nuvens.


Traço fundamental do ciclo Novos Talentos do Jazz é, o solista convidado, além de escolher temas do vasto repertório da Orquestra, trazer composições suas para serem arranjadas e interpretadas no universo da Big Band. Shmeckles e Finta são os dois temas originais de Miguel Meirinhos que serão ouvidos com arranjos de José Pedro Coelho e João Pedro Brandão, respectivamente, na noite de 30 de Outubro no Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery. 


O ciclo Novos Talentos do Jazz realiza-se desde 2014 com o apoio da Câmara Municipal de Matosinhos.

Image
Image
Image
Image
Image

A Orquestra Jazz de Matosinhos é uma instituição sem fins lucrativos que tem por objectivo promover a criação, a investigação, a divulgação e a formação na área do Jazz. Com o apoio da Câmara Municipal de Matosinhos e cruzando ambição internacional com responsabilidade local, a OJM, cumpre o papel de uma Orquestra Nacional de Jazz.


A OJM considera-se pioneira num território largamente inexplorado.
Image
Image
Image
Image
CARA

CARA, Centro de Alto Rendimento Artístico, é um inovador estúdio de gravação, espaço performativo e estrutura de investigação que ocupa mais de 800 m2 no renovado quarteirão da Real Vinícola, em Matosinhos. Aqui procuram-se novos usos da tecnologia que promovam a excelência artística e pretende-se acolher, nutrir e desenvolver a criação de novos paradigmas na educação musical.