Image
Miles Ahead & Porgy and Bess

Sobre

Eventos

Vídeos

Clipping

A Orquestra Jazz de Matosinhos homenageia Miles Davis, o grande camaleão do jazz. Quando se juntou a Gil Evans, o tempo áureo das big bands já tinha passado, mas o arranjador canadiano trouxe uma proposta arrojada: a gravação de um disco em forma de suite com uma orquestra de jazz alargada a uma instrumentação pouco comum (incluindo trompas, clarinetes, flautas e muito mais). O disco chamou-se Miles Ahead, e a ele seguiram-se outros dois a coroar esta parceria frutuosa: Porgy and Bess e Sketches of Spain. A história do jazz já não se escreveria sem estes capítulos que, segundo Miles, procuravam trazer de volta a melodia para o centro da improvisação. O solista convidado para reconstituir, ao lado da OJM, as sonoridades únicas destes discos é um mestre na criação de melodias originais e desafiantes: Gileno Santana, trompetista luso-brasileiro com intensa carreira e reconhecimento internacional.


---


Repertório


Porgy & Bess

The Buzzard Song

Bess, You is my woman now

Here come da honey man

I loves you porgy

It ain’t necessarily so

There’s a boat dats leavin’ soon for New York

Gone

Summertime


Miles Ahead

The Maids of Cadiz

New Rhumba

Blues for Pablo

My Ship

The Duke

Springsville

Miles Ahead

Eventos

2020


outubro


27

|

CaixaForum, Madrid

Depois de ter esgotado a sala Suggia da Casa da Música, a Orquestra Jazz de Matosinhos vai a Espanha, ainda este mês, recriar o icónico álbum de Miles David, "Miles Ahead" (1957), um dos mais importantes da sua carreira e o primeiro a ser gravado em parceria com Gil Evans. Além deste, vai ainda recordar uma das mais frutuosas colaborações do músico e compositor com George Gershwin em "Porgy and Bess" (1958), e Ahmad Jamal, um dos seus pianistas de eleição. Dia 25 de outubro, no CaixaFórum Barcelona [concerto com lotação já esgotada], e dia 27, no CaixaFórum Madrid, a big band vai fazer-se acompanhar pelo trompetista luso-brasileiro Gileno Santana, neste que é o regresso da OJM a Espanha depois de quatro anos de residência no Voll-Damm Festival Internacional de Jazz de Barcelona e de, em 2019, se ter estreado em Madrid com Maria João.


Estes concertos estão integrados na Cultura Portugal 2020 - 18ª Mostra de Cultura Portuguesa em Espanha.

Direção musical: Pedro Guedes

Convidado: Gileno Santana (trompete)

Madeiras: João Guimarães, João Pedro Brandão, Mário Santos, Olavo Barros, Rui Teixeira

Trompetes: Luís Macedo, Ricardo Formoso, Rogério Ribeiro, Javier Pereiro, Pedro Jerónimo

Trompas: Nelson Silva, Pedro Fernandes, Nuno Silva

Trombones: Paulo Perfeito, Álvaro Pinto, Gonçalo Dias

Tuba: Gil Gonçalves

Secção Rítmica: José Carlos Barbosa (contrabaixo), Marcos Cavaleiro (bateria)

2020


outubro


25

|

CaixaForum, Barcelona

Depois de ter esgotado a sala Suggia da Casa da Música, a Orquestra Jazz de Matosinhos vai a Espanha, ainda este mês, recriar o icónico álbum de Miles David, "Miles Ahead" (1957), um dos mais importantes da sua carreira e o primeiro a ser gravado em parceria com Gil Evans. Além deste, vai ainda recordar uma das mais frutuosas colaborações do músico e compositor com George Gershwin em "Porgy and Bess" (1958), e Ahmad Jamal, um dos seus pianistas de eleição. Dia 25 de outubro, no CaixaFórum Barcelona [concerto com lotação já esgotada], e dia 27, no CaixaFórum Madrid, a big band vai fazer-se acompanhar pelo trompetista luso-brasileiro Gileno Santana, neste que é o regresso da OJM a Espanha depois de quatro anos de residência no Voll-Damm Festival Internacional de Jazz de Barcelona e de, em 2019, se ter estreado em Madrid com Maria João.


Estes concertos estão integrados na Cultura Portugal 2020 - 18ª Mostra de Cultura Portuguesa em Espanha.

Direção musical: Pedro Guedes

Convidado: Gileno Santana (trompete)

Madeiras: João Guimarães, João Pedro Brandão, Mário Santos, Olavo Barros, Rui Teixeira

Trompetes: Luís Macedo, Ricardo Formoso, Rogério Ribeiro, Javier Pereiro, Pedro Jerónimo

Trompas: Nelson Silva, Pedro Fernandes, Nuno Silva

Trombones: Paulo Perfeito, Álvaro Pinto, Gonçalo Dias

Tuba: Gil Gonçalves

Secção Rítmica: José Carlos Barbosa (contrabaixo), Marcos Cavaleiro (bateria)

2020


outubro


11

|

Casa da Música - Sala Suggia, Porto

Concerto de homenagem à obra de Miles Davis e Gil Evans


A Orquestra Jazz de Matosinhos homenageia Miles Davis, o grande camaleão do jazz. Quando se juntou a Gil Evans, o tempo áureo das big bands já tinha passado, mas o arranjador canadiano trouxe uma proposta arrojada: a gravação de um disco em forma de suite com uma orquestra de jazz alargada a uma instrumentação pouco comum (incluindo trompas, clarinetes, flautas e muito mais). O disco chamou-se Miles Ahead, e a ele seguiram-se outros dois a coroar esta parceria frutuosa: Porgy and Bess e Sketches of Spain. A história do jazz já não se escreveria sem estes capítulos que, segundo Miles, procuravam trazer de volta a melodia para o centro da improvisação. O solista convidado para reconstituir, ao lado da OJM, as sonoridades únicas destes discos é um mestre na criação de melodias originais e desafiantes: Gileno Santana, trompetista luso-brasileiro com intensa carreira e reconhecimento internacional.

Direcção: Pedro Guedes

Solista: Gileno Santana (trompete)

Madeiras: João Guimarães, João Pedro Brandão, Mário Santos, Olavo Barros, Rui Teixeira

Trompetes: Luís Macedo, Ricardo Formoso, Rogério Ribeiro, Javier Pereiro, Pedro Jerónimo

Trompas: Nelson Silva, Pedro Fernandes, Nuno Silva

Trombones: Paulo Perfeito, Álvaro Pinto, Gonçalo Dias

Tuba: Gil Gonçalves

Secção Rítmica: José Carlos Barbosa (contrabaixo), Marcos Cavaleiro (bateria)

Vídeos

Clipping

Image

Fechar

PARTILHAR