Orquestra Jazz de Matosinhos & Rebecca Martin

Reconhecida como uma das mais talentosas e versáteis cantora e compositora da sua geração, Rebecca Martin destaca-se no mundo do Jazz pela ponte que construiu com alguns dos mais estimados músicos da cena mundial.
Convidada pela Orquestra Jazz de Matosinhos para se estrear em Portugal, a cantora norte-americana contemporânea do pianista Brad Mehldau, do saxofonista Chris Cheek e do guitarrista Kurt Rosenwinkel, bem conhecidos da OJM, promete encantar com originais e standards.

A sua estreia na música aconteceu ao lado de Jesse Harris com quem formou os Once Blue. O álbum de estreia saiu em 1995 e teve repercussão internacional.

Em 1998, Rebecca Martin iniciou uma carreira a solo focada na sua música original, uma mistura de rock, pop, folk e jazz. O primeiro disco, escrito e produzido por si, intitulou-se “Thoroughfare”. Pouco depois, em 2002, conquistava definitivamente a crítica com o disco de standards “Middlehope”, que revelou a sua abordagem original a um repertório bem conhecido. The New York Time nomeou como um dos 10 melhores álbuns de jazz do ano.

O segundo de originais saiu em 2004, “People behave like ballads”. 

Um ano mais tarde tornou-se na primeira cantora a acompanhar em disco o baterista e compositor de jazz Paul Motian. Esta parceria foi marcante na carreira de Rebecca Martin.

Em 2008 voltou a editar em nome próprio, “The Growing Season”, um álbum produzido por Kurt Rosenwinkel. O sucesso deste trabalho levou a que fosse convidada a tocar no nova-iorquino Village Vanguard tornando-se na primeira cantora-compositora a actuar neste clube de jazz em mais de 30 anos. Este trabalho valeu-lhe também o prémio para melhor álbum folk/cantautor nos Independent Music Awards de 2009. Um ano mais tarde editou “When I Was Long Ago” e em 2013 “Twain”.

Paralelamente à carreira musical, Rebecca Martin desenvolve um trabalho intenso junto da comunidade na sua terra adoptiva, Kingston/Nova Iorque, promovendo a transparência governamental e o envolvimento cívico. Nomeada activista da comunidade em 2009, fundou o Kingston Citizens em 2006 como forma de entender o trabalho do governo local e criar uma plataforma de envolvimento da sociedade civil nas decisões que envolvem a sua zona. 

A música original de Rebecca Martin e repertório do cancioneiro americano são o foco deste projeto ao lado da Orquestra Jazz de Matosinhos.